quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Linha do tempo - História de Israel


Roboão (filho de Salomão) rei em Judá. Templo saqueado por Sesac do Egito. Paga tributo. Rejeitado em Siquém, por não aliviar a servidão do povo. Escolhem Jeroboão à
Abiam
Asa. Contra idolatria. Aliado a BenAdad I de Damasco contra Baasa de Israel










Josafá. Aliado de Acab de Israel contra Assíria






Jorão. Casa-se com Atalia de Acab
Ocozias. Morto por Jeú, junto a Jorão de Israel
Atalia. Mata filhos de Ocozias (seus netos), exceto Joás (salvo pela tia Josaba, mulher de Joiada). Culto a Baal.
Joás. Atalia é morta por Joiada, sacerdote tutor de Joás




Amasias. Morto por Joás de Israel



Azarias (Ozias)




Joatão co-regente

Joatão regente






Profetas Isaías e Miquéias
Acaz. Práticas pagãs
Guerra siro-efraimita à Acaz envia como presente a Teglat-Falasar III o tesouro do templo. Judá vassalo da Assíria







Ezequias purificou o templo (a serpente de bronze). Reforma religiosa, culto e clero. Reforma política.








Busca apoio da Babilônia contra a Assíria
931




913
911


910 – 884

Ascensão assíria
885

880
873

870

853


852


848
841




835

814
798


796
782


767
753



750
742
740







736
734






732


726


Sargão II ocupado com rebeliões na Babilônia e Ásia Menor
724
722

721
Merodac-Baladã rei da Babilônia, se emancipa da Assíria
Jeroboão rei de Israel (ou Efraim ou Samaria)
Santuários em Dã e Betel (reativados)






Nadab, Baasa (assassino de Nadab, guerra contra Judá), Ela, Zambri (assassino de Ela). Zambri suicidou-se em sete dias ao ver Omri.
Omri fez aliança com Fenícia casando Acab com Jezabel de Tiro.
Funda Samaria, nova capital de Israel
Acab. Construções, culto a Baal. Profeta Elias.


Coalisão (Judá) contra Assíria (Salmanasar III)
Ocozias, sem herdeiros
Jorão, irmão de Ocozias. Eliseu profeta. Vencido por Moab. Junto a Ocozias de
Judá foram mortos por

Jeú. Revolta javista (Eliseu). Perde territórios para Hazael de Damasco e paga tributo a Salmanasar III




Joacaz filho de Jeú
Joás retoma cidades perdidas para Damasco e vence Amasias de Judá (saque de Jerusalém)

Jeroboão II. Amós e Oséias. Restabelece limites de Israel. Assíria diminui influência.

Zacarias (6 meses) assassinado por
Selum (1 mês) assassinado por
Manaém, que paga tributo a Teglat-Falasar III da Assíria na Babilônia.

Facéias filho de Manaém, morto por
Facéia








Acaz de Judá não se alia a Facéia, que, junto a Rason de Damasco cercam Jerusalém (guerra siro-efraimita). Teglat-Falasar III intervém, toma parte da Galiléia, recebe tributo de Acaz de Judá. Edomitas e filisteus aproveitam e emancipam de Judá.
Oséias vassalo assírio. Teglat-Falasar III toma Damasco e mata Rason e deporta população
Salmanasar V na Assíria, Oséias lhe nega tributo, tenta aliança com o fraco Egito






Cerco da Samaria (3 anos)
Sargon II toma a Samaria; deportação; instalação de estrangeiros. Sincretismo.



Senaquerib sitia Jerusalém e recebe tributo de Ezequias (tesouro do templo).

Manassés. Tributo à Assíria. Sincretismo




Amon. Tributo à Assíria. Sincretismo. Assassinado
Josias. Profetas Jeremias, Sofonias e Naum




Recuperado o Dt no templo. Paganismo banido.
Josias tenta impedir passagem de Necao e é morto em Meguido
Joacaz. Após 3 meses, deposto por Necao
Joaquim, irmão de Joacaz. Tributo ao Egito. Profeta Habacuc






Joaquim se rebela. Investida babilônica.
Joaquin/Jeconias. Depois de 3 meses se rende. São deportados o rei, a corte, os dignatários (entre eles Ezequiel) e os tesouros para a Babilônia (1ª deport.)
Nabucodonosor deixa no governo de Judá Sedecias (Matatias), tio de Joaquin.
Rebelião contra a Babilônia (contrariando Jeremias). Cerco de Jerusalém.
Queda de Jerusalém. Captura de Sedecias. Destruição da cidade (2ª deport., ficam os camponeses). Godolias governador, sede Masfa.
Godolias assassinado por nacionalista. Amigos de Godolias fogem para Egito levando Jeremias. Profetas Ezequiel, Abdias e 2º Isaías
3ª deportação





Edito de Ciro permite a volta dos judeus à Jerusalém e a reconstrução do altar.
Fundação do 2º templo



Reconstrução do templo sob governor Zorobabel e sacerdote Josias. Profetas Ageu, Zacarias e Abdias



Esdras em Jerusalém, isolou povos vizinhos
Neemias restaura muralhas e promove reformas. Profetas Malaquias, Joel, Jonas, livro de Tobias.










Ptolomeu instala judeus no Egito e Seleuco na Antioquia
Tradução dos LXX em Alexandria



Selêucidas conquistam Palestina (Antíoco III). Problemas entre judeus e dirigentes selêucidas. Conflitos dos sumos sacerdotes. Tesouro do templo começa a ser usado para saldar dívida dos gregos para com romanos.
Decreto de Antíoco IV proíbe culto judaico. Dedica o templo a Zeus Olímpico. Revolta de Matatias macabeu.
Judas Macabeu (martelo)
Templo retomado (festa da dedicação, hannukah, das luzes, da menorah). Livro de Daniel
Jônatas irmão de Judas
Jônatas sumo sacerdote. Expansão do território judaico.
Simão irmão de Judas. Sumo sacerdote (invenção dos hasmoneus). Hassidins (piedosos) = dividem-se em essênios contras os fariseus
Independência judaica
João Hircano filho de Simão. Antíoco VII sitia Jerusalém. Expansão do território judeu.
Saduceus (aristocracia sacerdotal) apóiam João Hircano.
Alexandre Janeu, irmão de João Hircano, casa-se com Alexandra Salomé esposa de Aristóbulo filho de João Hircano. Expansão de fronteiras.
Alexandra Salomé. Trégua. Seu filho João Hircano II sumo sacerdote.
Assume Hircano II, mas é despossado pelo irmão caçula:
Aristóbulo II, rei e sumo sacerdote, favorecido por Roma e por saduceus.
Hircano II cerca Jerusalém tentando retomar o poder. Se retira com a chegada de Pompeu (general romano) na região.



Pompeu conquista Jerusalém. Hircano sumo sacerdote.
704
Senaquerib na Assíria
701
Senaquerib devasta Babilônia
698
681
Asaradon expande a Assíria e reconstrói Babilônia; conquista Egito
642
640
625
Declínio assírio (queda da capital Nínive) por Nabopolassar da Babilônia

622
609
Necao II do Egito vem em ajuda à Assíria e é rechaçado por Nabopolassar
605
Nabucodonosor II vence Necao e controla império assírio. Em
600
é derrotado no Egito.
598


597

589
587

586


582
555
Ciro rei dos persas começa suas campanhas
539
Ciro conquista Babilônia
538

537
525
Cambises filho de Ciro conquista o Egito
515

490
Dario I vencido em Maratona pelos gregos
458
445
333
Império de Alexandre Magno
323
Alexandre morre na Babilônia e o império grego é dividido entre 4 diádocos: Ptolomeus (Lágidas) no Egito e Palestina, Selêucidas na Pérsia, Mesopotâmia
310
250
200
Início da ascensão de Roma. Antíoco III endividado
198


167

166
164

160
152
143

142
134
decadência dos selêucidas
128
103


76
67


65

64
Pompeu depõe o último selêucida Filipe II
63

























Blog Widget by LinkWithin
Postar um comentário